Admitamos

... que conseguimos escrever um livro1 onde colocamos todos os movimentos de todos os corpos do mundo, mortos ou vivos, todos os estados ou modos mentais de todas as pessoas que vivem e que viveram.

Suponhamos que escrevemos isto tudo num grande livro.

Esse livro contém assim por construção a descrição total do mundo.

Mas não inclui ou não contém aquilo que porventura podemos chamar de juízo ou afirmação ética ou ainda qualquer coisa que implicasse logicamente esse juízo.

Claro que inclui todas as proposições científicas verdadeiras e todas as proposições verdadeiras que podem ser construídas (Godel is that you!?). Mas mesmo assim todos os factos descritos estariam ou situar-se-iam ao mesmo nível que todas as proposições. Ou outra forma, que estariam todas num mesmo plano.

Não existem proposições que num sentido absoluto possam ser sublimes ou até triviais.

Talvez nos possamos habituar e afirmar que nenhuma coisa é boa ou má mas é o pensar que a torna assim.

1. Notas soltas sobre "Conferência sobre ética", Ludwig Wittgenstein, FCG

Criado/Created: 30-11-2019 [08:54]

Última actualização/Last updated: 20-01-2020 [10:34]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo