Opting out

Estamos num estágio inicial de uma ideologia a que poderíamos chamar de transparentismo. Uma ideologia da falsa conectividade e transparência num círculo de falsas amizades e falsas notícias, um círculo que desejávamos aberto e inclusivo mas que se fechou. Fecharam-no.

Aqueles que teimarem em ficar de fora ficarão obsoletos. Só aqueles que estão dentro terão uma escolha. Mas até essa escolha é uma escolha falsa.

Se queres um emprego tens de estar ligado. Se queres manter amigos tens de estar ligado. Se queres ter uma namorada/o tens de estar ligado. Para fazer qualquer coisa, qualquer coisa, tens de estar ligado a algum círculo vicioso: Facebook, Instagram, Twitter, smart cities, tudo inteligente, email, app,...

Se estás fora não existes.

As nossas relações foram transfiguradas num produto ou serviço. Qualquer interacção é agora uma transacção. E não há transacções sem conexões.

Agora o luxo é estar fora da rede quando antes o luxo era estar em rede. O privilégio é estar fora. E por isso é que é difícil hoje estar fora.

Quem ficar fora ficará obsoleto. Quem está de fora está obsoleto. Quem ficar dentro terá uma falsa escolha.

Dantes havia uma opção: ficar de fora.

Criado/Created: 18-11-2019 [08:05]

Última actualização/Last updated: 20-01-2020 [10:34]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo