Normalmente

... faz-se uma análise em dicotomia, entre desemprego e resultados em bolsa. Em Portugal, pelo menos, os dados não mostram grandes esperanças. O trabalho, para alguns mudou pelo trabalho-em-casa, para outros ficou apenas mais perigoso.

Embora os mais optimistas possam ver algumas mudanças nos modelos económicos tradicionais o que é que isto nos diz sobre as mudanças e que efeitos introduziu o COVID19 nas nossas vidas, na vida das populações e das comunidades?

O que é que as pessoas, as comunidades e as empresas precisam para se recuperarem desta crise dado que a natureza do trabalho se modificou?

Podemos reconstruir um sistema global, sim global porque a pandemia é global, que suporte economias locais.

Que oportunidades se abriram com esta crise de modo que possamos reconstruir o nosso modo de vida de baixo para cima?

Makers têm um papel em reformar a economia através de produção local, formação de trabalhadores e pequenos negócios: juntos podemos plantar as sementes de uma economia participativa que beneficie explicitamente mais pessoas.

Criado/Created: 10-09-2020 [10:26]

Última actualização/Last updated: 10-09-2020 [10:36]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo