A revelação

... chega-nos de muitas formas. Inesperada ou propositadamente, ao contrário daquilo em que muitos de nós formos acreditando ao longo da vida, o apocalipse nem sempre corresponde à cor do tempo ao qual queremos que ele se sobreponha.

Marx afirmaria que a poesia que a revolução do nosso tempo necessita se retiraria não do passado mas do futuro, das potencialidades humanistas que estão no horizonte da nossa vida social.

Mas não, a nossa consciencia moderna sabe bem que isso não bastaria. Não basta.

Falta qualquer coisa, uma transcendência das duas.

Criado/Created: 02-09-2021 [18:26]

Última actualização/Last updated: 04-10-2021 [18:06]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo