Trabalho e autogestão

Proudhon explicoria a sua versão, em que consistiria essa autogestão dos trabalhadores.

Assim todo o trabalhador

Ainda sobre os lugares de coordenação/"chefia"

E a importante condição de cada um ser livre de estabelecer as suas horas de trabalho e de desempenhar as suas obrigações. Indispensável também a liberdade de abandonar a associação de trabalho a que se submeteu voluntariamente segundo a sua vontade.

Proudhon reafirmava a necessidade, urgente na altura e agora também, da necessidade de conhecimento científico e técnico e que deveria ser trazida para os programas de autogestão dos trabalhadores. E até na transição que se deveria trazer e pagar a quem ensinasse esse tópicos pagando-lhes um salário: há lugar ao sol para todos na revolução. Muito diferente defendiam Blanquitas.

Criado/Created: 22-05-2020 [10:12]

Última actualização/Last updated: 28-05-2020 [21:23]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo